Corpo docente

Marcia do Amaral Peixoto Martins

Professora Associada e Supervisora do Bacharelado em Letras - Tradutor (português-inglês)

Marcia do Amaral Peixoto Martins é Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1999) e Mestre em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1987). Em 2012 realizou pesquisa pós-doutoral sob a supervisão da Dra. Else Ribeiro Pires Vieira na Queen Mary University of London. Desde 1986 integra o corpo docente do Departamento de Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, onde leciona na graduação e na pós-graduação disciplinas de teoria e prática da tradução. Atualmente é supervisora do Bacharelado em Letras - Tradutor (Inglês-Português) do Departamento de Letras da PUC-Rio e co-coordenadora do Curso de Especialização Técnicas, Práticas e Estudos de Tradução (Inglês - Português) da mesma instituição. Compilou a base de dados sobre traduções brasileiras do cânone dramático shakespeariano disponível em http://www.letras.puc-rio.br/shakespeare/, da qual é gestora. Seus principais interesses de pesquisa são a historiografia da tradução e reescritas brasileiras do cânone dramático shakespeariano.

  1. Linhas de Pesquisa

 

Projetos de Pesquisa

  • Questões de poética e ideologia nos diferentes tipos de reescrita
  • Adaptações de peças de Shakespeare para o público jovem

 

Cursos

  • LET1938 – Estágio Supervisionado de Tradução I
  • LET1939 - Estágio Supervisionado de Tradução II
  • LET2636 - Tópicos sobre Linguagem, sentido e tradução (Uma perspectiva sociológica para o estudo da tradução) 

 

Publicações Recentes

  • Reflexões sobre tradução desenvolvidas por tradutores brasileiros em paratextos e metatextos In: Daniel A. de Sousa Alves; Sianara de Oliveira Branco (Orgs.) Discussões contemporâneas sobre os Estudos da Tradução.1 ed.Campinas: Pontes, 2019, p. 83-103.
  • Variações excêntricas do corriqueiro: The Vegetable, Scandalabra e a escrita dramática como espaço experimental. MATRAGA (RIO DE JANEIRO). , v.27, p.614 - 626, 2020 (em coautoria com Marcela Lanius). Disponível aqui
  • Shakespeare checks into the digital world: rewriting his plays using Emojis. CADERNOS DE TRADUÇÃO (UFSC). , v.40, p.34 - 53, 2020 (em coautoria com Ofélia da Conceição Machado Sagres). Disponível aqui
  • Romeu & Julieta: o teatro de Shakespeare em adaptação musical. SCRIPTA UNIANDRADE. , v.17, p.50 - 68, 2019. Disponível aqui
  • Traduções integrais de Hamlet publicadas no Brasil In: Anna Stegh Camati; Célia Arns de Miranda (Orgs.). Hamlet no Brasil.1 ed.Curitiba: Editora UFPR, 2019, p. 91-116.
  • Uma vasta surpresa: os prefácios ao romance de Zelda Sayre Fitzgerald. ILHA DO DESTERRO, v.72, p.205 - 224, 2019 (em coautoria com Marcela Lanius). Disponível aqui
  • Uma reescrita brasileira de Rei Lear: de tragédia apocalíptica a drama familiar. Cadernos de Tradução (UFSC), v.38, p.159 - 182, 2018 (em coautoria com Liana de Camargo Leão). Disponível aqui.
  • Um olhar sociológico sobre a tradução. Revista Brasileira de Literatura Comparada, v.20, p.2 - 11, 2018 (em coautoria com Lana Beth Ayres Franco de Araujo). Disponível aqui.
  • Adaptações de Sonho de uma noite de verão para o público infantojuvenil. Tradução em Revista (online), v. 25, p.1-23, 2018 (em coautoria com Isadora Schwenck Corrêa de Brito). Disponível aqui.
  • Palavra de tradutor/The Translator's Word. Coorganização com Andréia Guerini. Florianópolis: UFSC, 2018.  
  • O Ricardo III de Gasparani e Módena: um solo de múltiplas vozes. Revisa Scripta Uniandrade, v.15, p.88-1204, 2017 (em coautoria com Liana Leão). Disponível aqui
  • Alice e O mestre ignorante: relações entre a obra literária e a experiência educacional. Revista SOLETRAS. , v.32, p.223 - 241, 2016 (em coautoria com Anna Olga Prudente de Oliveira). Disponível aqui.
  • A água viva de Clarice: criações na tradução. Tradterm, v.28, p.318 - 337, 2016 (em coautoria com Marcela Lanius). Disponível em https://www.revistas.usp.br/tradterm/article/view/125565
  • A tradução dos jogos de palavras shakespearianos: o caso de A megera domada In: Anna Stegh Camati; Célia Arns de Miranda (Orgs.) Shakespeare sob múltiplos olhares.2a. ed.Curitiba: Solar do Rosário, 2016, v.1, p. 317-345.
  • A nova edição dos contos de Perrault: Regina Zilberman ressignifica Walcyr Carrasco. Cadernos de Tradução. v.36, p.175 - 193, 2016 (em coautoria com Anna Olga Prudente de Oliveira). Disponível aqui.
  • A voz dos tradutores shakespearianos em seus paratextos. Tradterm, v.1, p.87 - 120, 2015. Disponível aqui.
  • The 'Manga Shakespeare' Series Translated into Brazilian Portuguese. New Readings, v.15, p.46 - 56, 2015. Disponível em http://ojs.cf.ac.uk/index.php/newreadings/article/view/117
  • Tradução em Revista 18 - História e Historiografia da Tradução.Projeto Maxwell - PUC-Rio, 2015 (Organização de número temático de periódico). (co-organização com John Milton.) Disponível aqui.
  • Reescritas de peças de Shakespeare para o público jovem: a série Mangá Shakespeare. Cadernos de Tradução (UFSC), v.34, p.61 - 84, 2014. Disponível aqui.
  • Nísia Floresta e Direitos das mulheres e injustiça dos homens: uma tradução em busca do original. Scripta UNIANDRADE, v.10, p.25 - 45, 2012 (em coautoria com Anna Olga Prudente de Oliveira). Disponível aqui.
  • Shakespeare’s Plays in Print in Brazilian Portuguese. Tradução em Revista (Online), v. 12, p. 81-92, 2012. 
  • Tradução em Revista 12 – Shakespeare’s Play in Translation. Rio de Janeiro: Projeto Maxwell - PUC-Rio, 2012 (Organização de número temático de periódico). (co-organização com Beatriz Viégas-Faria e Paula Baldwin Lind)
  • D. Pedro II, monarca-tradutor. Tradterm, v. 17, p. 45-66, 2011 (em co-autoria com Anna Olga Prudente de Oliveira). Disponível aqui.
  • Contributions of the Theory of Multiple Intelligences to the Assessment of Students’ Production in Translator Training Courses. Ensaio (Fundação Cesgranrio. Impresso), v. 71, p. 425-441, 2011.
  • Shakespeare em português do Brasil: as traduções em verso de José Roberto O'Shea. Scripta UNIANDRADE, v. 9, n. 2, p. 126-141, 2011. (em co-autoria com Paulo Henriques Britto)
  • O papel da tradução como força modeladora dos sistemas literários. In: Marilene Weinhardt; Mauricio Mendonça Cardozo. (Org.). Centro, Centros: Literatura e Literatura Comparada em discussão. 1ª ed. Curitiba: Editora UFPR, 2011, v. 1, p. 111-126.
  • As contribuições de André Lefevere e Lawrence Venuti para a teoria da tradução. Cadernos de Letras (UFRJ), v.27, p.59 - 72, 2010. Disponível aqui.
  • Tradução em Revista 8 - Contribuições para uma historiografia da tradução. Rio de Janeiro: Projeto Maxwell - PUC-Rio, 2010 (Organização de número temático de periódico). (co-organização com John Milton) Disponível em http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/trad_em_revista.php?strSecao=input0
  • Revendo o cânone hegemônico da história das teorias de tradução: o pioneirismo de D. Duarte, Rei de Portugal. Cadernos de Tradução (UFSC), v.25, p.9 - 28, 2010. (em coautoria com Cristina de Amorim Machado). Disponível aqui.
  • A tradução do teatro shakespeariano por poetas brasileiros. Ipotesi (UFJF), v.13, p.27 - 40, 2009. Disponível aqui.
  • O verso de Manuel Bandeira em sua tradução de Macbeth. Scripta UNIANDRADE, v.7, p.133 - 150, 2009 (em co-autoria com Paulo Henriques Britto). Disponível aqui.
  • Shakespeare no Brasil: fontes de referência e primeiras traduções. Tradução em Revista (Online), v.5, p.1 - 11, 2008. Disponível aqui.
  • O papel da patronagem na difusão da literatura brasileira: o Programa de Apoio à Tradução da Biblioteca Nacional In: Literatura traduzida e literatura nacional.1a. ed.Rio de Janeiro: 7Letras, 2008, v.1, p. 37-40.
  • Shakespeare em tradução no Brasil In: Shakespeare, sua época e sua obra.1 ed.Curitiba : Beatrice, 2008, v.1, p. 301-320.

Orientações em Andamento // Teses de Doutorado

  • Cláudia Soares Álvares da Cruz. Fronteiras e interseções na tradução teatral: traduzindo The Pitmen Painters.2020. Tese (ESTUDOS DA LINGUAGEM) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (previsão de término: 2022).
  • Marcela Lanius. “Outros nomes para uma rosa”:reescritas de Zelda Sayre Fitzgerald. 2020. Tese (ESTUDOS DA LINGUAGEM) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (previsão de término: 2021).
  • Christiano Sanches do Valle Silva. Estudo de projeto pedagógico para formação de intérpretes: uma adaptação ao contexto brasileiro. 2020. Tese (ESTUDOS DA LINGUAGEM) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (previsão de término: 2024).

Orientações em Andamento // Dissertações de Mestrado

  • Rosanne Pauzeiro Pousada. O papel da patronagem na difusão da literatura brasileira no exterior: o Programa de Apoio à Tradução da Fundação Biblioteca Nacional. 2019. Dissertação (ESTUDOS DA LINGUAGEM) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Leandro Magalhães de Oliveira. Os sonetos shakespearianos no Brasil: traduções e tradutores. 2019. Dissertação (ESTUDOS DA LINGUAGEM) -(Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro) (coorientador: Dr. Leonardo Bérenger Alves Carneiro.
  • Bóris Katopodis. Tradução de Jogos: Trading Card Games e os Estudos Descritivos da Tradução. 2019. Dissertação (ESTUDOS DA LINGUAGEM) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (corientadora: Dra. Teresa Dias Carneiro)

PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO
Rua Marquês de São Vicente, 225, Gávea
Rio de Janeiro, RJ - Brasil - 22451-900

DEPARTAMENTO DE LETRAS
Ed. Padre Leonel Franca - 3º andar
(21) 3527-1770 (21) 3736-1770

PUC-RIO
Todos os direitos reservados
© 2016

Selo da PUC-Rio

 

Melhor visualização: Internet Explorer 7.x, Firefox 3.x, Chrome 7.x, Safari 5.x ou versões superiores; 1024 x 768 pixels.

 


Siga-nos no Facebook
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Rua Marquês de São Vicente, 225, Gávea -
Rio de Janeiro, RJ - Brasil - 22451-900

Departamento de Letras
Ed. Padre Leonel Franca - 3o. andar
(21) 3527.1770

PUC-RIO © 1992 - 2012. Todos os direitos reservados.